Cuecas Filtra Peido!

Postado por: ozueira Gamer
peido
gente sabe que os japoneses são mestres na arte de inventar coisas inusitadas, utilizando a tecnologia a favor. A nova onda que anda fazendo sucesso na Terra do Sol Nascente é a cueca que consegue tirar odores de pum. Usando a nanotecnologia, as cuecas Deoest neutralizam o mau cheiro decorrentes de flatulências.
Na verdade, as cuecas conseguem absorver todo tipo de odor corporal, que pode ser desde suor até gases mal cheirosos, graças à substâncias como uma espécie de pó cerâmico que são costuradas junto ao tecido. Além de cuecas, a empresa Seiren também tem produzido roupas íntimas para mulheres usando a mesma tecnologia.
Cueca que tira odor de pum  Deoest
No total somam-se mais de 20 produtos, incluindo camisetas que absorvem o cheiro do suor, meias que abrandam o chulé, roupas de cama e até máscaras e cobertores. Leva-se em média 30 segundos para que 80% do mal cheiro seja eliminado e foram vários anos até que a empresa conseguisse um produto, confortável e eficiente.
Segundo a empresa Seiren, tudo começou através de um médico que percebeu que os seus pacientes, a maioria de idade mais avançada, se sentiam incomodados por não conseguirem segurar o pum e outras coisitas mais. Alguns deles sofriam de Síndrome de Bowel (diarreias frequentes) e se sentiam envergonhados em relação aos outros.
Para melhorar a convivência social dessas pessoas, o produto foi criado e por mais estranho que pareça, ele é muito procurado não por pessoas idosas e sim por homens de negócios, que querem evitar qualquer tipo de constrangimento, como odores desagradáveis em meio a uma reunião de negócios por exemplo.
Não podemos negar de que se trata de um produto realmente inovador, porém a única coisa que não tá cheirando nada bem é o preço. Cada cueca custa cerca de 3.200 yens (80 reais) e a vida útil do produto é de cerca de 100 lavadas, até que pó de cerâmica seja totalmente todo removido. E aí? Será que vale a pena investir em uma cueca dessa?


Comentários:

0 comentários:

Postar um comentário