ORGASMO FEMININO PODE SER SAÍDA CONTRA DOENÇAS EMOCIONAIS

Postado por: ozueira Gamer
preliminares segunda 630 Orgasmo feminino pode ser saída contra doenças emocionais
Quando o vibrador foi criado ele era um remédio. Mulheres diagnosticadas com a chamada histeria era tratadas com orgasmos. Isso mesmo. O estímulo vaginal era utilizado para que as mulheres se sentissem melhor.
É claro que naquela época não se tinha noção de que o orgasmo vaginal era uma raridade e que o que verdadeiro lugar que deveria ser estimulado era o clitóris. Mas assim como muitas outras descobertas da medicina, eles estavam bem próximos de encontrar o caminho certo.
Pelo menos é o que aponta a pesquisa do psicólogo e professor da Universidade Rutgers, em Nova Jersey, Barry Komisaruk. A fase atual do estudo baseia-se em fazer uma ressonância magnética enquanto mulheres se masturbam. A ideia é tratar ansiedade, depressão e dependências.
A ideia do médico é ensinar as mulheres a aumentar, conscientemente, a atividade na zona do cérebro responsável pelo prazer (núcleo accumbens) com a intenção de controlar doenças como ansiedade e depressão. Essa área é estimulada, com maior ou menor intensidade, pela nicotina, chocolate, cocaína e, é claro, por orgasmos.
Já se sabe que o orgasmo estimula as principais áreas do cérebro: há um aumento expressivo do fluxo de sangue e de oxigênio na região. Mas isso precisa ser comprovado com estudos e exames para que se torne um tratamento aceito. Não basta nós falarmos isso em alto e bom som para a comunidade científica.
A parte boa da notícia é que agora você sabe que nos momentos de dor, como cólica ou enxaqueca, pode mesmo se masturbar para diminuir os efeitos e que não é apenas uma desculpa que você está inventando para poder se divertir.
É importante lembrar que o efeito terapêutico se dá durante o orgasmo, então fingir não é, como sempre, uma opção. Talvez a masturbação, sozinha ou a dois, seja uma boa ideia para começar esse tratamento.
Vi no YAHOO!

Comentários:

0 comentários:

Postar um comentário