Segredos das marcas: 8 maneiras que o mercado manipula sua mente e você nunca percebeu

Postado por: ozueira Gamer
Hoje em dia há milhares de marcas e estabelecimentos concorrentes para que os consumidores façam suas escolhas na hora das compras, sejam elas de alimentos ou de roupas e assim por diante. Acontece, no entanto, que cada uma dessas marcas – na tentativa de se despontar no mercado e de conseguir o maior número de público – usa as mais variadas técnicas de marketing para manipular seus clientes.
Essas técnicas, aliás, vão muito além das promoções e se tratam de métodos sofisticados de mexer com a mente das pessoas leigas. Hoje, no entanto, vamos desvendar alguns desses segredos e abrir seus olhos para o que o mercado sempre fez, sem que a gente nem percebesse. Confira a lista abaixo e conheça 8 das maneiras mais populares de influenciar as escolhas dos consumidores:

1. “Sorrisos” nas logos

1
Marcas como Heineken e Amazon tem truques para te deixar mais “para cima”, digamos assim. Na primeira, por exemplo, os três “E” da logo são projetados para parecer que estão sorrindo. A seta laranja da logo da Amazon, que liga as letras de A e Z, são um outro exemplo disso. O símbolo é, literalmente, um sorriso.

2. Mascotes

2
Você pode nem ter percebido, mas os mascotes das marcas tem uma função muito mais sentimental que comercial. Nos cereais, por exemplo, mesmo os animais – como o famoso tigre laranja – têm características humanas para criar simpatia, especialmente nas crianças. É como se o consumidor estivesse comprando um amigo… pelo menos na visão do Marketing. Além disso, ajuda a marca a criar uma personalidade perante o mercado.

3. Contato visual

3
Ainda sobre os mascotes dos cereais, especialmente os produtos voltados para os consumidores infantis, olham para baixo para fazer contato visual com seu público-alvo. Isso, segundo os especialistas, além de chamar atenção e incentivar o consumo, ajuda a fidelizar os consumidores da marca.

4. Cheiro das lojas

EARNS FEDERATED
Já percebeu que algumas lojas dos shoppings contam sempre com um cheirinho bom, que lembra talco, baunilha e outros aromas suaves? Segundo os especialistas na área esse é uma maneira super eficiente de manipular os consumidores.
Isso porque um cheiro agradável pode ajudar as pessoas a gastar mais e a voltar ao estabelecimento outras vezes. Bloomingdale, por exemplo – uma famosa loja de roupas americana – tem intencionalmente o cheiro de coco na seção de moda-praia.

5. Promoções de mentira

King of Prussia Black Friday Shopping
Sabe aqueles descontos imperdíveis de 50%, 60% e até 70% ou 80%? Apesar de serem tentadores, é bom ficar de olho nessas promoções para ver se realmente são verdadeiras. Isso porque muitas lojas e marcas costumam colocar seus preços lá em cima de forma lúdica para que os consumidores pensem que estão recebendo altos descontos no pagamento final, quando, na verdade, estão pagando pelo valor de mercado de determinados produtos.

6. Menus sem símbolos da moeda

9
Muitos bares e restaurantes já adotam essa tática de tirar o símbolo do dinheiro dos cardápios. Por exemplo, ao invés de colocarem que determinado prato custa R$ 35, eles omitem a simbologia e colocam apenas os números impressos. Conforme estudos, isso faz com que os consumidores gastem mais do que quando veem o cifrão junto aos preços.

7. Músicas lentas

Estudos já comprovaram que músicas lentas tocadas em lojas e restaurantes causam um efeito emocional nos clientes. Dessa forma, as pessoas criam vínculos com o lugar e as marcas, bem como demoram mais tempo no estabelecimento e consomem mais.

8. Músicas mais rápidas

Drake dança
Já as músicas mais agitadas servem para incentivar um outro tipo de compras: as feitas com pressa e por impulso. A escolha entre esses estilos, claro, depende do perfil de cada estabelecimento. Lojas de roupas jovens, por exemplo, adoram embalar seus consumidores com músicas Pop ou Rock.
Fonte: Huffinton Post

Comentários:

0 comentários:

Postar um comentário