5 curiosidades que você provavelmente não sabe sobre o órgão genital feminino

Postado por: ozueira Gamer
Até pouco tempo falar sobre os órgãos genitais era considerado um verdadeiro tabu, no entanto atualmente há uma liberdade maior para o assunto, já que eles são uma parte do nosso corpo como qualquer outra, não concorda? Apesar de aprendermos como funciona a reprodução humana nas aulas de ciência, algumas curiosidades sobre os órgãos sexuais permanecem desconhecidas.
Fizemos uma pequena seleção sobre fatos curiosos sobre a vagina que provavelmente você não conhece. Ficou curioso? Então veja a seguir algumas coisas sobre o órgão genital feminino que quase ninguém sabe. Você pode ficar surpreso com o que ele esconde.


1 – Há cerca de 8 mil terminações nervosas no clítoris

clítoris
O clítoris é um órgão que tem como função promover o prazer sexual feminino. Ao contrário do que muita gente pensa, ele é possui cerca de 9 centímetros, no entanto apenas uma pequena parte dele é externa, o equivalente ao tamanho de uma ervilha. Apesar de ser pequeno, o órgão possui cerca de 8 mil terminações nervosas. Já a glande, que é a parte sensível do órgão sexual masculino, possui apenas 3,5 mil dessas terminações.

2 – Tubarões e vaginas tem algo em comum

tub
Calma, vamos explicar! Em primeiro lugar, não estamos falando dos dentes, mas sim da presença de uma substância chamada “esqualeno”. Ele é um composto orgânico produzido pelo fígado nos tubarões e também pelo órgão sexual feminino. Nas mulheres a função do esqualeno é garantir a lubrificação. Quando a vagina é estimulada ocorre um aumento do fluxo sanguíneo na região, além de certa dilatação, e então o composto é liberado.

3 – Sabonete íntimo pode ser prejudicial

sabo
O sabonete íntimo é amplamente utilizado para as mulheres para a higienização da região genital, no entanto ao invés de contribuir para a saúde íntima da mulher, ele pode ser nocivo. Na vagina normal estão presentes vários tipos de bactérias que são benéficas e garantem o bom funcionamento da vagina. Alguns tipos de sabonetes íntimos podem eliminar essas bactérias necessárias. Por isso, é preciso tomar cuidado na hora de escolher o produto que você utiliza e procurar um ginecologista no primeiro sinal de que há algo errado.

4 – Depilar ou não depilar?

dep
Do ponto de vista da saúde íntima, existem muitas discussões a respeito da depilação. Algumas pessoas acreditam que a depilação ou a falta dela pode causar riscos à saúde da mulher. No entanto, não é bem assim. De acordo com uma pesquisa realizada pelo Instituto Kinsey para Estudos sobre Sexo, Gênero e Reprodução, 87% das mulheres norte-americanas entre 18 e 24 anos depilam as genitais, as mulheres brasileiras seguem a mesma tendência.
E não há nenhum problema nisso. Os pelos do nosso corpo são considerados importantes, já que protegem contra os microrganismos, o mesmo ocorre com os pelos da região genital. No entanto, a depilação total ou parcial da genitália não traz riscos à saúde. Sendo assim, a depilação ou a falta dela pode ser praticada sem medo.

5 – A Disney foi a primeira a mencionar o órgão 


sexual feminino

disney
Falar sobre a vagina era um tabu tão grande que não existia referência a ela no cinema ou na TV. Acredite se quiser, a primeira a mudar esse parâmetro foi a Disney. Isso mesmo, você não leu errado! Em 1946 uma empresa chamada Cello-Cotton contratou a Disney para produzir um filme: A História da Menstruação. Nele a vagina foi mencionada pela primeira vez. O filme possuía fins acadêmicos, além de comerciais, é claro, e foi exibida para estudantes norte-americanos. Você esperava por essa?

Comentários:

0 comentários:

Postar um comentário