CONHEÇA O M-14 O HELICÓPTERO ANFÍBIO RUSSO QUE PODE TRANSPORTAR BOMBAS ATÕMICAS

Postado por: ozueira Gamer

 Eu mesmo não sabia que uma coisa como um helicóptero anfíbio existia. No entanto, parece que existiu um sim e um grande exemplo disso é o helicóptero russo anfíbio chamado MI-14 que pode pousar na água, transportar bombas de profundidade e torpedos e foi usado para caçar submarinos. Dizem que era tão poderoso que, em 1990, após o colapso da URSS América pressionou a administração de Bóris Yeltsin tornando este helicóptero feito na Rússia um perigo militar real e assim eles pararam a sua produção. No entanto, foi anunciado que agora a produção desta máquina está sendo retomada novamente, cerca de vinte anos depois. Então vamos ler e ver o que esta aeronave maravilhosa pode fazer.

Basicamente, não foi uma idéia original Soviética a de usar helicópteros para lutar contra  submarinos. Os americanos usaram modelos Sikorsky R-4 para patrulhar suas águas e os alemães tiveram o ultra leve helicóptero Fl 282 para fins semelhantes.

Em seguida, durante a Guerra Fria ambos os lados do conflito estavam correndo no desenvolvimento de helicópteros mais sofisticados para monitorar as profundezas do mar em busca de submarinos. E os russos pegaram seu helicóptero MI-8 como base e o converteram em um barco que voava. A sua parte inferior tem o perfil em forma de barco. Graças a esta forma poderia flutuar muito bem e poderia resistir a tempestades entre 3 ou 4 números na escala Beaufort.


Os primeiros MI-14 levantaram voo em 1973. Eles vinham equipados com toda a gama de equipamentos anti-barcos Soviética, bem como bombas anti-submarinos.

Ele pode transportar bombas atômicas também. A bomba atômica "escalpo" foi projetada para uso em alto mar com potência equivalente de até 1.000 quilos de TNT que poderia "acertar" um submarino inimigo até 1 km de distância.

Aqui você pode ver um pequeno vídeo Soviético traduzido em Inglês sobre esta aeronave única:


Os primeiros testes do helicóptero não foram tão bem sucedidos. Alguns caíram, mas a tripulação escapou e sobreviveu todas as vezes.

Este helicóptero poderia ficar no ar por até 5,5 horas! Ou poderia viajar 1100 km de uma só vez. Assim, poderia patrulhar o litoral por algumas horas em busca de submarinos inimigos. Os pilotos gostavam muito da sua cabine confortável e perfil com baixa vibração. Por vezes eles tinham que passar horas em patrulha à noite, patrulhando as águas do mar e foram ficaram muito felizes com o projeto.


No entanto, como mencionamos antes, eles tiveram que tirá-lo de produção em 1992. O engenheiro-chefe de gabinete militar Russo tem certeza de que isso foi feito sob muita pressão dos EUA. "Certa vez  este helicóptero abordou um submarino estrangeiro nas águas do Ártico Soviético em 1988. Nós o encontramos e o dominamos, mas não vimos necessidade de dar a ordem para atacá-lo e afogar a todos os tripulantes." ele também disse na entrevista que "desde então os Americanos começaram a nos pressionar para encerrar este programa, que era considerado um verdadeiro perigo para os seus submarinos pois podia detectar qualquer submarino, incluindo aqueles com características de baixo ruído".

No entanto, recentemente na Rússia surgiram novos planos relacionados com a exploração de petróleo da plataforma continental e outros projetos que requerem o MI-14 tanto para uso civil como militar.


No entanto, para alguns engenheiros acho que não vai ser uma viagem para a Disneylândia retomar a produção do M-14. Muitos dos documentos sobre sua produção foram perdidos, bem como muitos dos engenheiros qualificados deixaram o país ou estão muito velhos agora.


Alguns críticos dizem que o plano para retomar a  produção do MI-14 de também pode acabar mostrando que a atual indústria de construção aeronáutica Russa não pode produzir nada de novopor causa da experiência perdida e de qualificação apenas para produzir modelos soviéticos velhos. No entanto, outros dizem que é inútil e estúpido conceber novos modelos com o uso da tecnologia velha: "Olhe para o Boeing 737 dos anos sessenta e o de agora. Está igual apenas visualmente, com uma evolução constante das tecnologias que transformaram muito o avião, então também não devemos inventar de novo a roda, mas apenas usar a experiência do passado na construção de um novo tipo de helicóptero de aparência antiga, mas com mais tecnologia".
















Aproveita que você ja esta aqui e assista um dos meus vídeos. É rapidinho!!!

Comentários:

0 comentários:

Postar um comentário